Lentes de Contato

lentes-de-contato

A evolução dos materiais e desenhos têm tornado as lentes de contato cada vez mais confortáveis e seguras e isso têm popularizado o seu uso. Estima-se que no Brasil já sejam mais de 2 milhões de usuários de LC. Desses, 200 mil são pessoas com menos de 16 anos de idade. Nos Estados Unidos já são, aproximadamente, 30 milhões de usuários.

Com o desenvolvimento das condições socioeconômicas dos brasileiros, e com o barateamento das LC, movimento que acontece em todo o mundo, haverá um grande aumento do número de usuários.

No entanto, a adaptação médica continua indispensável. Só o médico oftalmologista tem condições de indicar a lente de contato correta para cada caso, a lente correta para você.

O QUE FAZER PARA COLOCAR LENTES DE CONTATO?

Para colocar lentes, o paciente precisa ter uma indicação precisa do grau, do tipo da lente, função que irá exercer, etc… São necessários exames anteriores. E é preciso que se saiba que cada olho reage melhor a um determinado tipo de lente: às vezes gelatinosa e outras vezes rígida.

Hoje em dia, algumas lentes de contato gelatinosas conseguem corrigir com conforto também o astigmatismo (são as chamadas lentes de contato gelatinosas tóricas) e as lentes multifocais, para os casos de presbiopia (dificuldade de ver de perto após os 40 anos). Há, ainda, os casos de lentes de contato estéticas, descartáveis e de uso prolongado.

INDICAÇÕES:

Nem todo mundo pode usar ou é bom candidato ao uso de lentes de contato. É o oftalmologista quem deve determinar quem é bom candidato. O médico estuda o grau, a curvatura da lente a ser adaptada, bem como a saúde das células endoteliais das córneas.

QUAL A IDADE CERTA PARA COMEÇAR A USAR LENTES DE CONTATO?

Não há uma idade específica. A idade ideal é aquela em que a pessoa já possui responsabilidade para tomar os devidos cuidados com suas lentes. Também depende da adaptação e da tolerância do paciente.

Lentes Gelatinosas

Lentes Rígidas

EM QUE CASO AS LENTES DE CONTATO ESTÃO INDICADAS?

As lentes estão indicadas quando o paciente necessita de correção para miopia, astigmatismo, hipermetropia e presbiopia, e não quer usar óculos. As lentes também estão indicadas em distúrbios como o ceratocone e outras alterações corneanas. É também possível o uso de lentes de contato de forma estética, a fim de mudar a cor dos olhos.

QUAL O PERÍODO MÁXIMO QUE POSSO FICAR COM AS LENTES?

Depende do tipo de lente. A orientação e o acompanhamento médico é muito importante para a definição do tempo de uso.

O USO CONSTANTE DAS LENTES PODE CAUSAR ALGUM PROBLEMA NA CÓRNEA?

Depende. Se as lentes não estiverem sendo manuseadas corretamente, os procedimentos de limpeza não estiverem adequados, não estiverem sendo guardadas de forma correta e os produtos usados não forem os indicados, elas podem causar problemas devido ao crescimento de fungos e bactérias nocivas ou mesmo causar alteração nas células endoteliais da córnea (responsáveis por mantê-la transparente). Além disso, as lentes devem estar dentro dos parâmetros corretos e devidamente adaptadas aos seus olhos.